O que é a Dependência Química?

Dependência química trata-se do uso de uma substância de maneira que passa a ter um conjunto de sintomas em que o indivíduo teria prejuízos para sua vida pessoal, social familiar e de trabalho. Ele passa a ter perdas em diferentes partes a sua vida pelo uso de uma substância licita como por exemplo álcool, cigarro, tabaco e as drogas ilícitas maconha, cocaína, crack, LSD e outras.

Conceitualmente a dependência química é diagnosticada já está usando uma dessas substâncias por mais de um ano e ainda ter alguns sintomas como por exemplo a tolerância, que é a necessidade de usar quantidades cada vez maiores para sentir a mesma sensação prazerosa ou abstinência que é quando o indivíduo interrompe ou reduz as substâncias e tem como conseqüência a série de efeitos com tremor, suor, aumento de temperatura e outro sintomas. E é importante verificar quando o portador da dependência passa a substituir as suas atividades produtivas de relacionamento familiar e trabalho para aquisição uso, do contato com essas substâncias. Se você quer saber mais sobre Dependência Química e outros assuntos desse tema clique aqui.

Obviamente dependência química apesar de muitas pessoas considerarem que falta de vergonha, que algo imoral, nós da comunidade científica consideramos como sendo o adoecimento mental de dependência química e em sendo doença necessariamente deve ser abordada com tratamento o tratamento.

Para dependência química o tratamento é complexo e por isso necessariamente além da participação do médico psiquiatra em sempre possível é muito relevante importante a indispensável a participação também dos profissionais da Psicologia, Assistente Social, Enfermagem, Terapia Ocupacional,  Atividade Física, Acompanhante Terapêutico e outros, que infelizmente essa possibilidade de assistência  é limitada na maioria dos Municípios brasileiros por falta de recurso. Portanto dependência química é doença e merece um tratamento preferencialmente multidisciplinar.